3 de maio de 2011

Companheiro de anos

Acima o grande compenheiro de anos de pistas do piloto Eduardo Pietrovski.

5 comentários:

Francis Henrique Trennepohl disse...

Sem querer ser muito chato, mas já sendo: um capacete desses não resiste a um tapa, imagina a um acidente.
Tomara que o Eduardo o tenha como objeto de coleção, uma relíquia e não o use mais.
Do contrário, é brincar com a sorte...

Harmuch 393 disse...

Este é um capacete INDUMA, veio de guerra...bem parecido com um SPRACO...rsrsrsrs

Harmuch 393

Harmuch 393 disse...

desculpe a falha é SPARCO, rsrsrsr

Deivicris disse...

Este é um modelo San Marino da Taurus, e não é por nada não Francis, mas este é um capacete muito bom, uma vez que é fabricado desde a década de 80 até os dias de hoje pela Taurus, e o maior público que usa este, são os motoqueiros, onde o risco é bem maior do que no carro, e mais, este capacete não é nada barato não, visto o preço de alguns. O único agravante é que eu vejo o seu Eduardo há muito tempo com este capacete, quando na verdade o tempo recomendado de uso é de 5 anos.

Francis Henrique Trennepohl disse...

Deivicris, infelizmente terei que discordar de você.
Os capacetes de moto são, na média, os piores que existem.
É óbvio que os de valor mais elevado tem muito mais tecnologia embarcada na sua fabricação, mas numa comparação entre capacete de moto e de Automobilismo, o 2º dá de 6 a 0 no 1º.
Tenho um material extraordinário sobre isso e qualquer hora dessas vou fazer uma postagem sobre o assunto.
Esse em questão, o da foto, é tão resistente quanto o crânio humano numa capotagem.
Abraços empoeirados